Como manter-se atrativo ao mercado e estar um passo à frente das demandas globais?

Thompson

Qualquer um que tenha vivido mais que 40 anos sabe que as mudanças são inevitáveis e quando chegam, chegam para ficar. Basta ver como o celular entrou no nosso dia a dia, e como é impensável imaginar nossas atividades sem ele.

No Brasil hoje existem mais de um celular por pessoa, e esse fenômeno é global. Junto com os celulares chegam toda sorte de aplicativos e novas funções para influenciar o nosso cotidiano.

Mas, como manter-se atrativo ao mercado?

No ambiente de trabalho as mudanças são inevitáveis. Uma empresa para continuar competitiva necessita sempre fazer mais com menos recursos. Ou seja, para manter os investidores ou para continuar relevante no seu mercado é necessário reduzir gastos.

Gastos em uma empresa são como “unha no ser humano”, precisam ser aparados continuamente. E tecnologia é um dos principais componentes para redução de gastos de forma inteligente. Mas para utilizar a tecnologia da maneira correta, é necessário muito aprendizado.

Além da competitividade entre as empresas, existe também a competitividade entre os profissionais. Com o advento da tecnologia as atividades cada vez necessitam de menos profissionais para serem realizadas, somente os profissionais mais relevantes da empresa serão mantidos.

Tendências de mercado: quais serão as demandas globais?

Se você executa uma atividade que seja repetitiva certamente em algum momento no tempo você será substituído por um robô. E isso não é para o longo prazo, as tarefas repetitivas podem e serão substituídas por robôs no curto prazo.

Se você tem uma tarefa que não é repetitiva, mas precisa de um certo trabalho onde o raciocínio é muito parecido de um período para o outro, você também será substituído por um robô, mas esse terá Inteligência Artificial. Vamos dizer que isso ainda possa demorar um tempo, mas ocorrerá no médio prazo.

Logo, todos, sem exceção necessitam se manter atrativos para o seu mercado de trabalho e estar sempre um passo à frente das demandas globais. Mas como fazer isso?

Antigamente a informação era difícil de ser obtida, e normalmente custava caro. Hoje a informação é abundante, e pode ser obtida de qualquer lugar do mundo com acesso a internet. E é de graça.

As transformações do mercado de trabalho estão cada vez mais rápidas e as tendências de atuação se alteram a cada dia – com isso, novas oportunidades, tendências e carreiras surgem a todo instante, e o verdadeiro desafio é saber identificar quais segmentos são ou não promissores.

Hoje em dia, quem quer desenvolver suas habilidades e crescer profissionalmente precisa estudar com frequência para se manter atualizado e em sintonia com o mercado e suas necessidades.

Estudo de tendências de mercado: a única forma de se manter relevante no mercado

Para saber o que você deve estar estudando hoje e quais metodologias ou ensinamentos serão importantes amanhã, é necessário estar sempre atento às tendências de mercado.

As tendências de mercado dão sinais em vários locais ao mesmo tempo, mais ou menos como a moda que em algum momento se estabiliza em algumas cores e estampas. A leitura constante de jornais e de blogs normalmente nos alertam sobre como essas tendências estão em vias de se materializarem na realidade. Mas para que as tendências sejam sentidas, existe a necessidade de muita leitura.

Consultoria é uma das tendências da década

Uma das grandes tendências do mercado é a contratação de empresas de consultoria para apoiar as empresas em atividades que não são rotineiras e que possuam “começo, meio e fim”.

Trabalho em consultoria há três décadas, e hoje posso dizer sem nenhuma dúvida que o formato anterior da consultoria está se esgotando e está surgindo um novo formato de prestação de serviços que vai existir por muito tempo.

Vamos analisar os motivos pelos quais uma empresa contrataria uma empresa de consultoria:

① A empresa não sabe fazer: Com o advento de inteligência artificial, e tudo o que estará disponível no futuro, será muito difícil para uma empresa não saber fazer alguma coisa. Mas ainda será necessário “alguém” para incluir todas as informações de uma forma lógica no computador com inteligência artificial para obter as respostas”.

Os profissionais que incluirão todas as informações para obter as opções serão consultores empresariais.

② A empresa sabe fazer, mas por problemas políticos não quer fazer: Esse motivo ainda existe muito nas empresas, contratar uma empresa externa para realizar o que todos têm certeza de que necessita ser feito, mas por problemas políticos ou mesmo sentimentais não se consegue fazer com os recursos internos.

③ A empresa necessita realizar um projeto e não quer tirar os profissionais que estão na operação para realizá-lo: Vamos imaginar que a empresa necessita de uma nova fábrica e que para a construção dessa nova fábrica necessite tirar o gerente industrial e seus encarregados para acompanhar o processo de construção. Normalmente quando isso ocorre a empresa perde produtividade.

É muito mais eficaz buscar profissionais externos que tenham experiência em montagem de fábricas e deixar que esse projeto seja desenvolvido totalmente pela consultoria. Assim a produção não corre perigo, e toda a experiência contratada tem data específica para entregar a fábrica e finalizar o projeto.

④ A empresa necessita de profissionais para executar um projeto: O cliente quer ser o “dono” do projeto, mas precisa de profissionais experientes para serem liderados pelo gerente do projeto que é um profissional da empresa, para que o projeto seja realizado. Funcionando como uma terceirização de mão de obra, a consultoria passa a gestão dos consultores para a empresa cliente.

Para qualquer uma dessas quatro opções, os projetos de consultoria estão em alta. Existem poucos profissionais no mercado treinados para executarem esses trabalhos. E a demanda não para de crescer.

Os quatro pilares da THOMPSON:

A THOMPSON possui quatro pilares que tem contribuído para o crescimento contínuo da empresa e seu sucesso desde 1994. Os pilares são:

① Gente: Buscamos profissionais de mercado que possuem experiência empresarial, onde possamos investir juntos para ensinar as metodologias necessárias para que o conhecimento seja transferido para o cliente

② Metodologia: Investimos para documentar nossas metodologias de uma forma que possam ser ensinadas e acompanhadas em sua aplicação nos clientes. As metodologias foram transferidas para vídeos explicativos e livros.

③ Tecnologia: Investimos para possuir nossas metodologias em forma de aplicativos SAAS (Software as a Service). Essa estratégia permite que a THOMPSON se responsabilize por um projeto de forma integral desde a parte metodológica até a implementação da tecnologia que garante que as mudanças sejam efetivas.

④ Relacionamento: Por meio de um relacionamento com o mercado de mais de 30 anos, possuímos clientes que utilizam nossos serviços há muitos anos. Investimos para ter um relacionamento contínuo com clientes, executivos e profissionais que por algum motivo tiveram contato ou trabalharam conosco.

O pilar GENTE

Dos quatro pilares, o que mais exige investimento é o pilar GENTE. 

Ter profissionais que possam atender as necessidades de nossos clientes tem sido sempre um desafio. Para fazer frente a essa necessidade, desenvolvemos um programa que já ocorre desde 2000, chamado Formação de Clientes Thompson (FCT). 

Esse programa tem o objetivo de atrair talentos no mercado para que venham trabalhar conosco. Por ser um programa aberto, recebemos profissionais que desejam entender mais sobre consultoria, abrir sua própria consultoria (que em alguns momentos se tornam empresas parceiras) ou mesmo trabalhar conosco. 

O processo de transição planejado

A vida passa por várias transformações, pelo menos posso dizer sobre a minha vida. De programador de computadores, passei a analista de sistemas, até chegar a ser consultor empresarial. 

Nesses mais de 30 anos de carreira, identifiquei inúmeras mudanças no mercado e nas atividades que eu exerci. 

Um programador de computadores hoje tem um perfil completamente diferente do programador da minha época, o mesmo se pode dizer para o nível de dificuldade da carreira. Mas o que virá nos próximos 30 anos e como estar preparado para essas mudanças? 

A melhor recomendação para essa pergunta é estar atento às tendências e se preparar para ter a formação e o conhecimento necessário para vencer os desafios que serão propostos. 

Se você acreditar que consultoria seja mais uma de suas opções de carreira, conheça mais sobre o nosso projeto e ao que ele se propõe.

Por Ronaldo Nuzzi
Por Ronaldo Nuzzi
Graduado em Matemáticas Aplicadas pela PUC-SP, com pós-graduação e MBA pelo Institut Superieur de Gestion (ISG-Paris) e OPM pela Harvard Business School, Ronaldo Nuzzi é sócio da Thompson Management Horizons. Há mais de 25 anos, atua com consultoria de gestão estratégica em projetos, no Brasil e no Exterior, envolvendo turnaround de médias e grandes empresas, reposicionamento mercadológico de divisões e de produtos, acompanhamento de processos de M&A, restruturação financeira, implementação de Centros de Serviços Compartilhados, entre inúmeras outras especializações. Antes de fazer parte da TMH, foi consultor sênior da Booz Allen & Hamilton e consultor da Ernst & Whinney (atual EY). É autor dos livros “8 Estratégias Imprescindíveis para o sucesso de uma empresa” e “Venda Certa”.
Por Ronaldo Nuzzi
Por Ronaldo Nuzzi
Graduado em Matemáticas Aplicadas pela PUC-SP, com pós-graduação e MBA pelo Institut Superieur de Gestion (ISG-Paris) e OPM pela Harvard Business School, Ronaldo Nuzzi é sócio da Thompson Management Horizons. Há mais de 25 anos, atua com consultoria de gestão estratégica em projetos, no Brasil e no Exterior, envolvendo turnaround de médias e grandes empresas, reposicionamento mercadológico de divisões e de produtos, acompanhamento de processos de M&A, restruturação financeira, implementação de Centros de Serviços Compartilhados, entre inúmeras outras especializações. Antes de fazer parte da TMH, foi consultor sênior da Booz Allen & Hamilton e consultor da Ernst & Whinney (atual EY). É autor dos livros “8 Estratégias Imprescindíveis para o sucesso de uma empresa” e “Venda Certa”.